Meus vídeo-poemas

Loading...

domingo, abril 14, 1991

Fúria

A fúria que soa em meu peito
E dor de bomba explodindo
Levando à beira da loucura
Todos os atos alheios, nojentos, investidos.
Toda essa fragrância
É som de sino à espera de Papai Noel
A loucura invade
e o pranto
Rola
limpando
As impurezas
do pensamento.

Nenhum comentário: