Meus vídeo-poemas

Loading...

quarta-feira, janeiro 01, 1992

Adoro? adora...

O sol que resta em meu ser
É uma luz um tanto sem graça
Do cordão que soltou da lua
Dessa menina que sempre foi sua,
Piralha, nojenta, menina ingrata!
Subir nas paredes com êxtase e dor
Molhar os lençóis com o suco da flor
Gemer bem baixinho, o gozo, o odor
Beijar-lhe os cabelos, sentir-lhe o amor.
Quisera que fosse o orvalho do amor
Fundindo com gosto, imitando a flor
Cuidado, menina!
Olha o seu inventor!
De medo, sem medo, no grito, clamor!
E de repente
Eu vou em frente
E na minha frente
Simplesmente
Você mente
Agora ou outra hora
Vou embora
E embora a aurora
Fraca outrora
Vem dizer-me adora?
Adoro.... adora?

Nenhum comentário: