Meus vídeo-poemas

Loading...

quarta-feira, janeiro 01, 1992

Eu X eu

Eu não sou única.
Meus estudos não são a minha vida.
A vida vai além de uma profissão.
Minha vida não se resume em mim.
Há pessoas que me rodeiam.
Preciso delas e não as vejo.
Não tenho ninguém
E tenho todo mundo, ao mesmo tempo.
É preciso comunicação.
É preciso silêncio.
Eu sou toda silêncio.
Em meu mundo, ninguém fala.
Eu falo – comigo mesma.
Não sou surda
Nem cega
Nem paralítica mas sou silêncio.
Ninguém penetra em meu silêncio.
Meu silêncio é só meu.
Eu e eu, ou eu X eu?
Hoje sinto um amor bater em meu peito
Amor que consegue penetrar em meu silêncio.
E me faz conhecer um pouco mais de mim mesma
Esse amor que de mansinho
Conseguiu atingir meu silêncio
Que era somente meu.
Esse amor invade meu pensamento
Sem sequer respeitar meus limites.
Esse amor me consome
E me faz enxergar o mundo
No meu silêncio há amor
Há carinho
Há confiança
Há tudo.
Eu sou magia.
Em todo momento há um toque
Que me conquista. Será amor?
Eu preciso conhecer esse mundo inquieto
Eu preciso conhecer essas pessoas tagarelas
Eu preciso conhecer esse sentimento
Eu preciso conhecer esse silêncio inexistente
Eu preciso conhecer essa paixão
Eu preciso conhecer a mim mesmaEu preciso de você, sempre

Nenhum comentário: