Meus vídeo-poemas

Loading...

domingo, maio 23, 1993

Sempre e Nunca

Consegui! Sim!
Consegui negar aos apelos do coração
E dizer-te um não
Apesar da solidão
E da saudade que ficarão.

Consegui falar-te de coragem
De respeito
De fuga
Da perfeição.

Consegui negar-te uma noite
De papos e amores
Pois em mim sei que ainda há
Forte bem querer por mim mesma.

Não quero oportunidade
De ser usada e guardada
E mais tarde ser negada
Por falta de consciência e coragem.

Consegui! consegui! Por não mais
Ceder à tentação da lembrança
Mas a lembrança faz parte do passado
Que não mais existe
E nunca mais existirá.

Acreditei num amor resistido
Através do tempo
Amai-te a partir do primeiro beijo
Que me deste

Amei-te, acreditei em ti
Ceguei-me por não querer perder-te
Não sabia da sua covardia
Escondida entre as desculpas

Amo-te, amo-te!
Amo o tu que existiu dentro de mim
Que me tratava feito criança
Que me ensinava a levantar o ego.

Não quero tuas desculpas
Não quero tuas chances
Nem oportunidades.

Eu quero o sempre
O público
O original.

Quero a tua rotina
A coragem
Quero o teu nunca
e o teu sempre.

( 23/05/1993)

Nenhum comentário: