Meus vídeo-poemas

Loading...

sexta-feira, setembro 23, 2005

Espelhos da alma

Espelhos de minha alma
Refletem sonhos impossíveis
Busca no concâvo a esperança
E no convexo a exatidão
Espelhos que reluzem flores
Semeiam ventos
refletem medos e aspirações
Subjaz desejos e melancolia
Traduzem a profundeza do ser
Imagem refletida de mim.

Hannalu

Hesitei na escolha do nome
Apostei numa combinação diferente
Nem percebi o quanto era forte
Não imaginei o quanto seria especial
A menina mais doce do mundo
Luz da minha vida todos os dias
Um ser que amarei pra sempre...

Luana

Linda flor que brotou de meu ventre
Um sonho que foi realizado
Adorada desde sempre
Nada há de nos separar
Amo muito você, filha!

quarta-feira, setembro 21, 2005

Chance

Quero a chance de sonhar
Pular, dançar, cantar
Quero ver o sol nascer de novo
Quero sentir o barulho do mar nas pedras
O caminhar na areia molhada
O sol poente
Quero a chance de acreditar
Falar, ouvir, indagar
Quero ver a lua apontando
Sentir o canto dos pássaros nos arvoredos
O frio orvalho da madrugada
O sentir-se gente.
Quero a chance de viver
Crer, fazer e acontecer
Quero ver o sorriso no rosto das pessoas
Sentir o que há de bom em cada coração
O olhar, o tocar, o abraçar
Um ser vivente!

quarta-feira, setembro 14, 2005

Duas em uma

Sou duas em uma
Imagem espelhada?
Porção estragada?
Uma parte de mim grita e chora
A outra parte, implora
Uma parte pula e canta
A outra se espanta
Uma parte bebe e come
A outra parte se esconde
Uma parte é esperta
A outra está sempre alerta
Uma parte de mim é só ilusão
A outra parte é explosão.
Uma parte é sempre viva
A outra se esquiva
Uma parte é sono
A outra, sonho
Uma parte de mim é poesia
A outra parte também.

sexta-feira, setembro 09, 2005

Auto-imagem

Assim vejo diante do espelho
Um ser único, ímpar
Transformado pelo tempo
Ocultado pela dor
Imagem esquecida
Magma - néctar - luz.
Aprendiz da vida
Gente forte, ferida
Escondida em mim
Mulher, enfim!

Inspiração

Instintivamente sua presença me trouxe
Novelos de sensações
Sentidos apurados
Poesia latente
Inspiração
Raros momentos
Atração de palavras
Concertos
Asas e imagens
O meu ser de novo em mim...

quinta-feira, setembro 08, 2005

Madrugada

Surpresa na madrugada
Pé ante pé
Caminhar silencioso
Cheirar
Beijar
Surpresa em sonho
Abraço apertado
Coração a palpitar
Doce momento
Banho quente
Olhares e sentidos
Corpo a explorar
Carícia
Desejo
Saudade
Simplesmente amar...

quarta-feira, setembro 07, 2005

Sou

S into a vida como poesia
O uço música no vento
Ultrapasso as fronteiras do sonho
A paziguo as dores
S obrevôo reinos distantes
S imbolizo as flores
I nduzo os mais doces sentimentos
M e transformo em todas as cores
L i berto-me de todas as correntes
I nvento-me conforme meu desejo
V ejo o íntimo dos olhares
R ecebo gotas de desprezo
E ncontro-me com Deus!

segunda-feira, setembro 05, 2005

Língua

Língua que roça em Camões
Língua-pátria
Língua que lambe
Língua que mata
Língua que acaricia
Língua que envenena
Língua que exalta!

sábado, setembro 03, 2005

Retrato

R evelar o íntimo
E xalar o perfume
T ransbordar a face
R etocar o lume
A uto - imagem
T ranportada no espelho
O meu eu refletido em mim!

sexta-feira, setembro 02, 2005

Coisas Simples

A leve brisa do amanhecer
Sentir você...
A beleza do sol nascente
Você na minha mente...
Chuva forte
Orvalho a exalar perfume
Vento ...brisa...
Sol a brilhar
Dia a começar
Em você pensar...
Dia finda
Pôr-do-sol
Noite chega
Lua cheia
Andar descalço
Abraço apertado
Você ao meu lado...
Coisas simples
Vida simples
Natureza
Cavalgar
Sorvete
Caminhar
Crianças
Bagunçar
Família
Amar

Amigos
Festejar
Nós dois juntos
Sonhar...


( dedicado a J.S.S, meu fofo...)

quinta-feira, setembro 01, 2005

A noite

A noite traz o frio
dos sonhos perdidos
recolhe para o leito
um imenso vazio.
A noite chega calma e pálida
um dia que finda
um sonho que chega
uma esperança inválida.
A noite traz segredo
olhares distantes
desejos incontidos
reflexos, espelhos
A noite traz a noite
um segredo guardado
uma surpresa
um telefonema
uma receita
um grande amor...