Meus vídeo-poemas

Loading...

segunda-feira, outubro 17, 2005

Silêncio

Olhos indecifráveis
Mistério no ar
Silêncio nos olhares
Silêncio entre as palavras
Velocidade - Viajar
Sol - Mata
Pedra sobre pedra
Fruta no pé - Gorjear
Água na fonte
Silêncio no tocar
Estrada perfeita
Lindas paisagens
Música - rádio
Silêncio que tudo diz
Silêncio que nada quer falar
Mínimos gestos
Total desapego
Alma tranquila
Corpo sedento
Evitar contatos
Silêncio mudo
Algo solto no vento
Lua cheia
Diálogo telepático
Felicidade tristonha
Erros - acertos
Sonho lunático
Sonho - sonho - sonho!
Tudo pra dizer
Nada pra falar...
Silêncio...o que quer me contar?
Desistir.
Tentar.
Silêncio.
Fim.

terça-feira, outubro 04, 2005

Há dias

Há dias em que tudo parece desmoronar
Um vendaval de sensações passa
Invade todas as guaritas
Derruba todas as muralhas
Faz-nos vulneráveis e fracos...
Há dias em que nada parece dar certo
E tudo fica tão incerto
Como se nada agora fosse se acertar...
Há dias em que tudo parece escuro
Onde o cansaço impera o mundo
E lá no fundo tudo se apaga
Como se o sol nunca mais fosse brilhar..
Há dias em que as lágrimas jorram
Tentam lavar a alma
Tentam jogar tudo fora
Como se um peso pudessem aliviar...
Há dias em que tudo que eu queria
Tudo que eu precisava
Tudo que eu desejava
Era um abraço seu...