Meus vídeo-poemas

Loading...

sábado, abril 15, 2006

O mesmo amor

O amor que corre avidamente
pelas minhas veias
aquecendo minha alma
esquentando meu coração
é o mesmo que inunda ferozmente
meu oceano transbordado em lágrimas.
O amor que fortalece e extasia
que dá vida aos sonhos
que faz versos e rimas
é o mesmo que enfraquece a alma
que fere a poesia
O amor que nasce de repente
brota, cresce, me faz sentir gente
é o mesmo que me engasga
que me fere e machuca
me mata lentamente
O amor que enobrece
é o mesmo que humilha
O amor que ilumina
é o mesmo que tira a luz
O amor que pede paz
é o mesmo que induz a guerra
O amor que nasceu em mim
é o mesmo que deve morrer.

3 comentários:

carapinha disse...

lindooooooo

Anônimo disse...

Putz...
Vc disse tudo...
Bom demais...
Parabéns!

Susu disse...

Minina....tah apixonada mesmu, hein????
Fikei tristi com a notisia. vcs dois era mto massa!
Lindaum essa poezia...linda d+
parabens....

bjuuuuuusssssss
SusuBahia