Meus vídeo-poemas

Loading...

domingo, julho 09, 2006

Confissão


Que poderia dizer-te, amor meu
que já não tenhas percebido
em meus olhos
que já não tenhas pressentido
em meus gestos
que já não tenhas observado
em minhas inquietações?
Que poderia dizer-te, amor meu
que já não tenhas sentido
em meu olhar sedento de ti
que já não tenhas lido
em minhas humildes palavras
que já não tenhas vivido
em nossas vidas passadas?
Que novas palavras teria que inventar
para mostrar-te a grandiosidade
deste sentimento que nos une,
a força impetuosa deste amor
tão meu, tão teu, tão nosso!
Que outras poesias teria que criar
para enaltecer meu amor por ti,
amor que me faz transcender
minhas próprias limitações
e que faz de mim tua companheira imortal...
Que mais poderia dizer-te, amor meu
além de confessar que te amo?

Nenhum comentário: