Meus vídeo-poemas

Loading...

domingo, abril 22, 2007

Tinha um verso no meio do caminho


Tinha um verso no meio do caminho

no meio do caminho tinha um verso

tinha um verso

no meio do caminho

e como poucos caminhos

tinha um verso no meio

quis pular,

não alcancei

quis voltar,

não suportei

e como tinha um verso

no meio do caminho

peguei-o

fitei-o

contemplei-o

Nunca esquecerei deste acontecimento

Tinha um verso

no meio do caminho

E nem tinha as vistas fatigadas

E nem tinha a vida lastimada...

E nem sabia o destino que me esperava...

Agora tem um verso em meu caminho

Caminhos retos ou sinuosos

Já não sei andar em outra direção....

sexta-feira, abril 20, 2007

EntorpeSinto


Tenho a alma
entorpecida
por híbridas
sensações
jamais vividas
Gosto de
maçã verde
Cheiro de
fruta madura
Leve correr
do sangue
entre as células
da poesia
Inquieto relampejo
que conduz a mais
mosaica utopia
Sóbrio devaneio
Cortina entreaberta
Turquesa paisagem
Doce tom
de mistério
E passeio
sobre o horizonte
Escorrendo
gotas de vida
pela boca...

sexta-feira, abril 13, 2007

Jogo de azar


O que me espanta
e me aterroriza
numa noite
como esta
não é a sexta-feira treze
do terror e do azar
É a criança que chora
sem o leite pra tomar
É o idoso no asilo
expulso de seu lar
É o drogado nas ruas
é ver o crime
contabilizar.
O que mês espanta
e me aterroriza
É ver que monstros
não se escondem
sob lençóis brancos
mas sob a rubra face
de um ser humano
É saber que azar
Não é passar
por baixo da escada
Mas ver gente
sentindo frio
Dormindo
sob a sacada.
O que me espanta
e me aterroriza
É saber que
pra muitos
a vida é
um jogo de azar...