Meus vídeo-poemas

Loading...

quinta-feira, julho 05, 2007

Ciranda da Rosa Vermelha

Na ciranda
da Rosa Vermelha
beijaste minha mão
e me tiraste
para ser teu par.
Rodopiamos primavera adentro
fizemos canção pro vento
perfumamos todo o ar
Sapateamos na maré cheia
fizemos castelos de areia
oferendas pra Iemanjá
Te ofereci todo meu carinho
pus flores no teu caminho
conjuguei o verbo amar
Agora o inverno chegou
a ciranda parou
Rosa vermelha começou a murchar
Suas pétalas caem pela estrada
deixando marcas caladas
e uma leve tristeza no olhar
Nova ciranda rodando
tu em outras flores tocando
Rosa vermelha não vai mais voltar...


Niterói – RJ
02/07/2007 – 18:30h

Nenhum comentário: