Meus vídeo-poemas

Loading...

domingo, dezembro 02, 2007

Eternos Laços

Eternos laços
Para Andréa Motta

Luh Oliveira
02/12/2007

Idos de primavera
dois mil e seis anos
ares bentos de poesia...

assim te encontrei
entre tantos
no vai e vem
das marés
de outubro...

sorriso franco
olhar fraterno
em busca de caminhos
adornados de flores
e poesia

cochichos virtuais
segredos abertos
planos viajantes...

era tempo
de infinitos laços

infindos
inacabados
eternos

era tempo
das rosas brotarem
dos pássaros cantarem
das borboletas
flutuarem em jardins
e arco-íris

era tempo
de primavera
entre mim e ti.

Achados e Perdidos




Perdi a minha bolsa
carregada de sonhos
e contas vencidas

balas de hortelã
beijos desejados
palavras escondidas

Perdi minha bolsa
na esquina
dos pesadelos
cruzamento
entre o sorriso
e a lágrima

Quem a encontrar
favor não guardar
jogue-a no abismo
da esperança
para que um dia
eu possa
encontrá-la