Meus vídeo-poemas

Loading...

terça-feira, janeiro 05, 2010

Insônia 4



Luh Oliveira
05/01/2010
03:22h

fantasmas rondam a sacada da casa
perambulam pela madrugada
na penumbra desenhada pela lua cheia
que já some no negro céu

percorrem os cômodos
à procura de lembranças guardadas
em alguma gaveta velha
escondidas por debaixo de roupas inúteis

murmuram incógnitas em meu ouvido
gritos agonizantes que abrem os olhos
e espantam os sonhos comuns

íris cor de mel se apavoram
diante da dança insolúvel de almas inomináveis

pela janela entreaberta entram
os primeiros raios da manhã
que afugentam todos os medos
enraizados no ventre encolhido

dentro de mim apenas o desejo
de um dia normal

3 comentários:

Patrícia Lara disse...

Oi Luh! Tudo bem?

Faz tempo que não venho em seu blog... vc escreve poemas lindos! Fiquei um tempo aqui lendo sua página e cada poema está mais belo que o outro. Parabéns!

Te desejo um 2010 cheio de inspiração e que todos os seus sonhos se concretizem, viu?

Um abraço,
Patrícia Lara

Espaço ativo . disse...

Oiiiiieeee .. =) Adrei esse , bjs;*

Andrea Motta disse...

Oi filhota,
Gostei deste também!
beijocas
Déia