Meus vídeo-poemas

Loading...

sábado, setembro 08, 2012

Ondas





de onde vem esta sede
que me resseca a alma
faz-me salivar anseios
e regurgitar dores
- fendas entreabertas-
incessantemente?
levito entre nuvens
percorro asfaltos
salto montanhas
- tenho sede -
preciso molhar a palavra
nas ondas vorazes
das águas do mar
preciso lavar a alma
nas ondas sedentas
das águas do mar
preciso enterrar-me inteira
nas ondas velozes
das águas do mar


LuhOliveira
08/09/2012